17 março 2019

O MONSTRO EM MIM — RESENHA

Olá amados! Tudo bem com vocês? Desejo que sim. 
Trazendo resenha do livro responsável, pelo meu amor por livros com tema máfia " O monstro em mim " da autora Nana Simons. 
Primeiro volume da série No berço da máfia, O monstro em mim é uma obra intensa, instigante, eletrizante, com nuances arrebatadoras.

Obs: Escrevi essa resenha ouvindo "i Dell in love with the devil " da Avril Lavigne,  e recomendo que ouçam a música enquanto leem a resenha, pois combina perfeitamente com o livro.











Porque O MONSTRO EM MIM, ama o monstro que mora dentro de você, e juntos tornamos essa monstruosidade, em algo belo a que possamos nos agarrar e transformar em amor.( autoria própria)


Até que ponto o amor pode ir?
Você abriria mão dos seus sonhos, para construir outros com alguém?
Afinal o amor altruísta realmente existe?


Questionamentos que serão feitos pelos leitores no decorrer da leitura, como a sensibilidade e certa crueldade ao mesmo tempo. Quando iniciei leitura desse livro, tinha ciência que não seria um clichê e não me enganei, essa obra é encantadora e espetacular. 






Quem acompanha o blog desde sempre, sabe do meu pelos livros da Nana Simons, acompanhei a versão de O monstro em mim no wattpad, e poder presenciar a maneira que o livro tomou uma magnitude e proporção de crescimento foi maravilhoso.

Nana Simons modificou todo o conceito que eu tinha sobre livros darks, e me proporcionou a melhor experiência que poderia ter com o gênero.


Temos aqui uma obra com uma abordagem interessante, não tem personagens previsíveis, encontramos personagens determinados e decididos. A escritora criou e se empenhou muito bem com eles, os personagens são tão intensos, tão verdadeiros, tão expressivos. E a narrativa da Nana é leve, forte, fascinante , instigante.








Lucca DeRossi(esse nome mexe com qualquer psicológico) não é romântico, não é carinhoso, não é gentil, ele é bruto, arrogante, mandão, egocêntrico, intimidador, não mede esforços para conseguir o que quer. A vida lhe forçou ser assim, seus traumas , as pessoas o moldaram para não sentir.
Existem traumas que modificam completamente as pessoas, é Lucca DeRossi é uma delas. 

Se acham que vão se deparar com o típico cara bonzinho estão se enganando, ele é totalmente errado.
Mas nada na vida é extremamente como achamos que é, as aparências enganam e podemos nos surpreender com o que o outro pode se tornar .









E isso é o que me atrai na leitura esse homem mal que a escritora criou, esse personagem cheio de traumas e fantasmas do passado, que no decorrer da leitura vamos o desvendando, o entendendo, passamos a ver por outra perspectiva sua personalidade e nos faz ter empatia pela dor do outro, e não somente julgar. 


E temos Abriella, uma moça doce, energética, carinhosa, gentil e forte, que se ver obrigada a carregar uma responsabilidade que lhe foi jogada nas costas, ela é determinada e destemida, fascinante, sua coragem, a sua fé e esperança é inspiradora.

O que mais amo na Abriella é o fato dela não desistir, essa coragem que ela carrega, essa força, o modo que ela enxergar a vida, mesmo que não seja fácil, mesmo que não seja como ela queria.

Amo essa personagem e amo ver a mulher incrível, madura, inteligente, espontânea, verdadeira que ela é. Amo o altruísmo dela, amo o modo que ela ama, sem julgamentos, apenas ama.

Uma verdadeira fonte de inspiração. 


Essa mistura de bruto com delicada que dá a beleza à historia, diferentes personalidades, pensamentos e ideais, no mesmo lugar. Essa historia nos faz pensar que as pessoas precisam ser ouvidas, ter alguém que acredite em nelas, que traga a luz para alma.

Essa obra trás tantos personagens cativantes, tantos personagens incríveis, necessários, arrebatadores. Um livro fora do clichê , um livro real e emocionante.

Lucca e Abriella me ensinaram que precisamos ter fé em nós mesmos, mas que ter alguém com quem CONTAR , com que faça enxergar a beleza no nosso eu, é simplesmente fascinante.

Nenhum comentário:

Postar um comentário