07 julho 2017

"Sergio Mattos"- Entrevista com Escritores(Maratona de Entrevistas)

Olá amadinhos! Tudo bem com vocês? Espero que sim. Como havia informado, está rolando maratona de entrevista com escritores aqui no blog, e eu espero que vocês se divirtam muito, as entrevistas estão incríveis, e espero que adicionem muitos livros na lista de vocês.

Agora chega de enrolação e vamos ao que interessa.


Sergio Mattos, 28 anos, reside em Fortaleza-CE, autor de O Abismo, seu primeiro livro de suspense.Juntou- se a plataforma wattpad em 16 de dezembro de 2015. 
 Despertou o interesse em literatura aos treze anos, por influência de seu pai, passando a escrever pequenos textos, poesias.
Conheça mais sobre as obras do escritor visitando seu perfil na plataforma wattpad: https://www.wattpad.com/user/SergioMattosAutor

-Qual foi a primeira coisa que escreveu? (pode nos dar uma amostra?)
R=Bem. Meu primeiro texto foi um micro conto, chamado O garoto da Biblioteca. Que tinha como o tema o Buylling, o conto era muito simplório e inacabado. Abandonei o projeto com o tempo. Mas cerca de um ano depois, o achei em meio à alguns contos perdidos (minha área de trabalho é cheio deles), e dentre eles achei este. O repaginei e o publiquei na plataforma Wattpad, onde também se encontra meu primeiro romance.

-Qual sua relação com os livros, digo como leitor?
R=Minha relação foi sempre de amor aos livros, aos treze anos comecei a gostar de literatura, por intermédio de meu pai, também ávido leitor. Escrevia pequenos textos musicados, ou poesias que não tinham técnica, nem fluidez. Hoje em dia é o que melhor sei fazer. Embora ainda esteja engatinhando no mundo literário. Serve-me como ofício e prazer.

-Qual seu gênero literário favorito?
R=Suspense. Embora leia vários gêneros, este em específico é o que acredito expandir melhor a forma de escrita e de expressão. Assim como amor, todo mundo sente medo. E é essa a magia a ser explorada.

-Sua maior dificuldade como escritor(a)?
R=Organizar tantas ideias. Quando o Brainstorm vêm preciso de tempo para arrumar a bagunça;

-Sua família sabe que escreve? (Todo mundo quer saber essa parte ha ha)
R=Sabem sim. Sempre apoiam.

-Ja pensou em desistir de escrever?
R=Não creio que irei conseguir um dia, sempre tenho algo em mente. Talvez quando a mente começar a não funcionar...

-O que você acha que é preciso pra ser um bom escritor(a)?
R=Ser claro e preciso. Ter um texto envolvente, sem pontas soltas. Gosto de textos fluidos e longos que explanam tudo ao redor da situação. Não gosto de literatura sintética ou apressada.

-Na sua opinião, qual a principal função do escritor(a)?
R=As crianças acreditam em mágica. Por um motivo simples. Pra mágica funcionar é preciso acreditar que mágicas existem. E é isso que o escritor faz. Ele preenche a necessidade do leitor de acreditar em algo mesmo que seja através dos personagens que criamos. O mundo em volta é muito cruel para manter a cabeça abaixo das nuvens. O escritor tem que ter responsabilidade em usar esse “poder.

-Qual foi o momento em sua vida que você disse "isso está muito bom! Quero que todos vejam"?
R=Escrevi várias versões, do meu livro, O Abismo. Mas sempre sentia que faltava algo. Quando consegui tornar todas as imagens que flutuavam em minha cabeça possíveis no papel ai sim, sabia que estava pronto para lançá-lo ao mundo.

-O que você sente enquanto escreve?
R=Livre. Escrever pode libertar você de qualquer prisão. Mesma se esta for invisível.

-O Que você acha de seus leitores?
R=São incríveis! Sempre estão dispostos a interagir, a dar feedbacks. Gosto muito dessa troca de experiências. Eles, os leitores, são a peça fundamental para que essa engrenagem continue a girar.

-O que você de hoje, diria a você de antes?
R=Que começasse muito antes.

-Se você pudesse ser um personagem do seu livro, qual seria?
R=Devin Jones , do livro Joyland.

-Você inspirou-se em alguém para escrever um de seus personagens? Um possível amor talvez?
R=Em antagonistas de filmes Noir.

-O que é mais difícil escrever o primeiro capitulo ou o último ?
R=Na verdade é o que há entre o primeiro e o último capítulo. Preencher completamente uma história é o grande desafio.

-De onde tirou inspiração para o titulo?
R=Uma analogia de Nietzsche

-Qual personagem do livro você gostaria de trazer a realidade?
R=Willie Greener ( Conto homônimo) ou o Billy ( de meu conto , Sombra Morta)

-Se o seu livro fosse adaptado para as telonas do cinema, quais atores e atrizes gostaria que desse vida a seus personagens?
R=James Collins – Hugh Jackman
Julia Collins -  Natalie Portman
E Vincent De La Riva – Peter Stormare

-Qual sensação de publicar um livro?
R=É uma prova de fogo, para o autor. È o que aproxima ou afasta possíveis leitores, no meu caso a recepção tem sido ótima.

-Em qual editora você quer publicar o seu livro? Você já tem isso em mente?
R=Tenho em mente algumas, já estou analisando propostas  de algumas editoras e sonhando com outras possibilidades de publicar-me com grandes nomes do mercado editorial.

-Vai dedicar /Ou dedicou seu livro a alguém?
R=Sim. Existem algumas pessoas que ajudaram neste projeto e apoiaram minha loucura. Todos serão lembrados de alguma forma.

-O que você tem achado mais difícil desde que começou a postar seu livro?
R=Tive muita dificuldade em manter postagens de capítulos em dia, quando tinha que revisar alguns textos. O tempo apertado foi o problema. Mas está tudo resolvido e o livro se encontra completo.

-Qual a pior e melhor crítica que seu livro recebeu?
R=A pior foi referente a grafia. Cometi alguns erros na escrita que foram sanados de pronto. A revisão ainda é completamente tarefa do autor.
Existem vários comentários incríveis, um em especial se referia a clareza de minha escrita, em como eu conseguia exprimir a sensação que o personagem exigia, para uma história forte como a de O Abismo.


-Acha blogs literários importantes? Qual é a sua visão em relação a eles?
R=São de suma importância. A literatura nacional é impulsionada pelo boca a boca. O trabalho de Blogs e IG´s literários movem um mercado que se expande nas sombras. Tenho muita gratidão por parceiros como vocês que promovem meu trabalho, aumentando o alcance de minha obra.

-Sua opinião sobre a rixa que dizem ter entre escritores e blogueiros?
R=Devemos unir forças e não medir forças.

-Como conheceu o blog "Amante dos Livros"?
R=Através de indicação de amigos no Facebook

-Bom para mim e uma honra tê-lo(a) aqui, e o que você espera dessa nossa parceria?
R=Que perdure.  Que possamos sempre manter essa relação de parceria, entre leitor e blogs, a literatura nacional ganha com isso, sempre.

-O mercado literário é um pouco difícil, vários gostos e opiniões, desejos diferentes. E um ponto que atualmente é muito debatido é sobre a representatividade. Qual a sua opinião sobre a "representatividade"?
R=O mercado literário nacional ganhou um novo fôlego com plataformas como Wattpad  e blogs, graças a internet nos últimos anos, a literatura está acessível a todos por meio de um click.
Todos possuem importância nesse meio.

-Uma mensagem para os leitores/escritores que estão cada dia entrando nesse meio, e deseja ter seu livro publicado, qual seu conselho a eles?

R=Continue escrevendo. Seja crítico de sua obra. Não desanime, em algum lugar sempre vai ter alguém esperando para ler algo que você escrever.
Obrigado a todos os leitores que dispuseram de seus tempos preciosos para ler minha obra, acredito que não foi desperdício. Continuem acompanhando minha obra, vem muito mais por ai.
Até breve!

3 comentários:

  1. Muito obrigado pela oportunidade, você está fazendo um trabalho fantástico dando voz aos novos autoresposta nacionais

    ResponderExcluir
  2. Oi Nay! Amei a entrevista! Parabéns! Li e recomendo esse grande escritor! Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uma honra para mim, continue acompanhado e em breve terei novidades. Bjos

      Excluir