04 julho 2017

"Heredia" -Entrevista com Escritores

Olá amadinhos! Tudo bem? Espero que sim. Hoje o blog estará repleto de coisas boas, teremos 3 entrevistas com escritores em sequência! É e claro que não vai faltar matéria literária. Vai ser maratona no blog u.u.


E vamos começar com a incrível entrevista  com a escritora Thayná Heredia, vamos là?


Thayná F. Heredia,  21 anos Espírito Santo
Escritora da plataforma wattpad desde 7 de agosto de 2016,  recentemente onde lançou sua primeira obra, um conto chamado "Tudo Para Ela".
Perfil da Escritora na Plataformawattpad:https://www.wattpad.com/user/thaynaherediaoficial


-Qual foi a primeira coisa que escreveu? (pode nos dar uma amostra?)
R= Inicialmente escrevia muitos poemas, chegava a publicar em sites e blogs, não me recordo do primeiro. Tinha vários cadernos, e a maioria se perdeu em meio a tantas mudanças. Aproximadamente aos 9 anos iniciei minhas diversas escritas, mas o mais antigo poema que tenho registrado lhe segue:      TRISTES MEMÓRIAS Ainda ouço aqueles gritos,  Sussurros berrantes que prendem-me ao passado. Lembro-me do sangue de seres imundos,  que a cada gota ainda me traz dor...   Tristes memórias,  Que me torturam..  Que me destrói,  Que me procuram...   Não sou mais Inocente,  Estou suja de sangue..  abundante de mortes..   Assassina do meu próprio ser..  Da minha própria alma..  Tristes memórias..  Que como cicatrizes,  infames e perpétuas..  Dolorosas instantaneamente,  e que corroem meus órgãos até me fazer lembrar...  Daqueles gritos...   E ficar em um ciclo vicioso..  De mortes..  De dor..  De sangue, De tristes memórias

-Qual sua relação com os livros, digo como leitora?
R= Sou uma leitora frequente e sem limites. Faço releituras e sempre me proponho a conhecer novos títulos, autores, etc...

-Qual seu gênero literário favorito?
R= Sou bem eclética se observar bem minha estante, mas se fosse para escolher, seriam: distopia e YA.

-Sua maior dificuldade como escritora?
R= Escrever. Começar, finalizar, e muitas vezes terminar uma ideia sem sair do foco. Escrever é uma arte complexa e nem um pouco monótona, que estou sempre a me desafiar. Mas acredito que de todo escritor, são os terríveis bloqueios criativos...

-Sua família sabe que escreve? (Todo mundo quer saber essa parte ha ha) 
R= Sim, todos.

-Ja pensou em desistir de escrever?
R= Diversas vezes, principalmente quando não encontro bons caminhos para publicação, e quando descubro que várias editoras adorariam publicar minhas obras, mas não tenho condições monetárias para arcar com os custos da mesma.

-O que você acha que é preciso pra ser um bom escritor(a)? 
R= Criatividade, ser leitor, gostar de escrever, e estar disposto a receber críticas, desafios, além de reconhecer que nem sempre o que escreve estará bom. Tantas coisas, as vezes os bons escritores nem mesmo sabem responder.

-Na sua opinião, qual a principal função do escritor(a)?
R= Pelo menos em meu ponto de vista, escritor não adquiri funções. Apenas é um ser criativo que espalha histórias, e que as vezes tem lições morais e outras apenas para puro entretenimento. Escritor deve simplesmente escrever, e se por um acaso houver lições de moral, de vida, com qualquer significado, será do gosto dele, ou porque apenas há.

-Qual foi o momento em sua vida que você disse "isso está muito bom! Quero que todos vejam"?
R= Eu não sei. Não tive essa revelação, nem ao menos decidi. Era uma criança que gostava de escrever sobre o que vivia, sentia e imaginava. Tudo o que escrevia, mostrava para todos. Escola, em casa... Não havia porquês, apenas porque escrevi.

-O que você sente enquanto escreve?
R= Isso depende do que estou escrevendo. Sou levada pelas cenas, pelo personagem, sinto o que ele sente. Raiva, amor, medo, e algumas vezes, um vazio de algo. Eu nunca me senti fora do livro, sou parte do livro, assim como todos aqueles que o compõe.

-O Que você acha de seus leitores? 
R= As pessoas que lêem o que escrevo e gostam, fico extremamente feliz, agradecida e adoro conversar sobre. Se alguem quiser me perguntar porque tal personagem fez aquilo, vou adorar contar. Quero sempre estar perto de quem lê, e também poder fazer parte de alguma forma...

-O que você de hoje, diria a você de antes? 
R= Não coma tantas besteiras e acredite, um dia você chega aonde deseja.

-Se você pudesse ser um personagem do seu livro, qual seria?
R= Ryan. Claro.

-Você inspirou-se em alguém para escrever um de seus personagens? um possível amor talvez? R= Não. Nunca vou conseguir escrever um personagem baseado em alguém, acredito que seja porque depois eu não consiga mais separa minhas definições e espere que essa pessoa se pareça mais com o que inventei dela mesmo.

-O que e mais difícil escrever o primeiro capitulo ou o ultimo ?
R= O primeiro. No último estou com foco 100% e sei exatamente como tudo deve acontecer.

-De onde tirou inspiração para o titulo? 
R= Nem eu mesma sei se onde saem esses títulos. (risos)

-Qual personagem do livro você gostaria de trazer a realidade? 
R= Cloe. Para ser minha amiga.

-Se o seu livro fosse adaptado par as telonas do cinema, quais atores e atrizes gostaria que desse vida a seus personagens?  
R= Apenas uma sei quem seria. Marina Ruy Barbosa faria Serena. Os outros teriam que analisar melhor.

-Qual sensação de publicar um livro?
R= Com editora ainda não publiquei. Entre Jogos e desejos está no forno, e logo poderei contar mais novidades.  Já publiquei independente e é estonteante ver alguém com seu livro nas mãos.

-Em qual editora você quer publicar o seu livro? Você já tem isso em mente? 
R= Sim, ainda não posso revelar.. Desculpem!

-Vai dedicar /Ou dedicou seu livro a alguém? 
R= Ainda não decidi isso.

-O que você tem achado mais difícil desde que começou a postar seu livro?
R= Atualmente iniciei uma conta no Wattpad, acredito que o difícil sejam as visualizações... (risos)

-Qual a pior e melhor critica que seu livro recebeu?
R= PIOR: Está muito bom, porém infelizmente sua obra não está dentro dos nossos padrões de publicação. MELHOR: A obra possui uma trama bem elaborada e concisa em sua evolução. A escrita é bem trabalhada e os eventos não deixam a desejar...

-Acha blogs literários importantes?Qual é a sua visão em relação a eles?
R= Claro que sim, eu mesma já tive um. Acredito que são meios de comunicação entre leitores, escritores e todos os envolvidos no mundo literário, além de importante para divulgações, matérias, críticas, e tudo mais..

-Sua opinião sobre a rixa que dizem ter entre escritores e blogueiros?
R= Eu não sei o que dizer (risos). Sou autora, já fui blogueira e tenho o maior respeito por todos.

-Como conheceu o blog "Amante dos Livros"?
R= Em buscas no facebook, para conhecer novos blogueiros e autores.

-Bom para mim e uma honra te-lo(a) aqui, e o que você espera dessa nossa parceria?
R= Principalmente que seja duradoura!

-O mercado literário e um pouco dificil, vários gostos e opiniões, desejos diferentes. E um ponto que atualmente e muito debatido e sobre a representatividade. Qual a sua opinião sobre a "representatividade"?
R=Essencial e indiscutível. Estamos em um mundo destinto entre tudo e todos, o respeito mútuo deve ser instaurado!

-Uma mensagem para os leitores/escritores que estão cada dia entrando nesse meio, e deseja ter seu livro publicado, qual seu conselho a eles?
R= Tem espaço para todos. Acredite em você e tenha sempre um diferencial pois esse é o segredo.

4 comentários:

  1. Lindooo! É sempre maravilhoso conhecer novos grandes talentos da nossa literatura ❤

    ResponderExcluir
  2. Parabéns, sucesso e muitas oportunidades!!!

    ResponderExcluir
  3. Ae!! Muito sucesso pra ti, lindona! <3

    ResponderExcluir